Estudantes sapiranguenses conquistam medalhas nas Paralimpíadas Escolares em São Paulo

Jornal Opinião

Os alunos das escolas municipais de Sapiranga, Júlia Brandão De Lima, Mateus Coutinho Paz, Henri Dos Santos Severo, João Vitor Da Rosa Pinto, Ketrin Margerl De Godoes e Alan William De Souza Flores fizeram bonito nas diversas disputas esportivas e garantiram o pódio nas Paralimpíadas Escolares de 2021. Os seis paratetlas sapiranguenses que integraram a equipe estadual para disputar as paralimpíadas retornaram para casa com medalhas de ouro, prata e bonze. Considerado o maior evento do mundo para pessoas com deficiência em idade escolar, a edição deste ano das Paralimpíadas ocorreu de 22 a 26 de novembro no Centro de Treinamento Paralímpico em São Paulo.

Um dos destaques foi a aluna Júlia Brandão de Lima, do Centro Municipal de Ensino (CME) Dr. Décio Gomes Pereira, que conquistou duas medalhas de ouro no salto em distância (com a marca de 1.98 m) e outra na prova de arremesso de peso (com a marca de 4.16m), além da medalha de bronze no arremesso de peso (com a marca de 4.16m). O estudante Mateus Coutinho Paz, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Rubaldo Emílio Saenger, conquistou duas medalhas de prata, uma no salto em distância (com a marca de 1.78m) e a outra na prova de 800 metros (com o tempo de 06:43.50). Além deles, também competiram os estudantes Henri Dos Santos Severo, do CME Dr. Décio Gomes Pereira (3º lugar – salto em distância, com a marca de 4.90m; 4º lugar – arremesso de peso, com a marca de 5.48m e7º lugar – 250 metros, com o tempo de 00:37.34); João Vítor Da Rosa Pinto, da EMEF 28 de Fevereiro (4º lugar – arremesso de peso, com a marca de 7.65m; 4º lugar – salto em distância, com a marca de 4.95m e11º lugar – 400 metros, com o tempo de 01:14.87); Kétrin Magerl De Godoes, da EMEF Floresta (5º lugar – arremesso de peso, com a marca de 4.46m; 6º lugar – 250 metros, com o tempo de 00:54.34 e 8º lugar – salto em distância, com a marca de 2.48m) e na modalidade bocha, o paratleta Alan William De Souza Flores, do IEES, faturou a medalha de bronze (categoria bc4).

De acordo com a diretora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Ana Patrícia Andrioli, foi uma semana muito intensa, repleta de emoções, muito aprendizado e superação. “Aprendi muito com esses alunos especiais. Sim, eles são especiais, mas não por serem portadores de alguma deficiência, mas por serem incrivelmente persistentes, verdadeiros guerreiros que buscam superar suas dificuldades com muita força de vontade, determinação e alegria. Eles sabem valorizar o pouco, eles se divertem com pouco, eles sabem ser gratos pelo pouco, para muitos concluir uma prova já é uma grande conquista.”

Ana destacou ainda a importância da escola e do esporte, que podem fazer toda diferença na vida dos estudantes. “Podemos mostrar um novo caminho. Não se trata somente de conquistas, de medalhas, de vitórias, se trata de voltar a sonhar e acreditar que tem espaço para todos. Perceber a evolução dos nossos alunos é muito gratificante. Voltamos trazendo na bagagem, além de medalhas, a certeza de que estamos no caminho certo, oportunizando através dos projetos esportivos novas possibilidades. Volto para casa acreditando ainda mais no poder transformador do esporte, no valor da Educação Física escolar e de nós professores, que dedicamos nosso tempo olhando para cada um de nossos alunos buscando enxergar o potencial de cada um.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Sapiranga mais uma vez é destaque na oferta de empregos

Já é tradição Sapiranga ganhar destaque na relação entre o número de admissões e demissões no mercado de trabalho. Novamente […]