Com senhora de 101 anos, Campo Bom inicia vacinação de idosos

Jornal Opinião
Foto: Fernando Santos/PMCB

Com um sorriso de satisfação, dona Wandy del Vecchio, de 101 anos de idade, deu seu recado de otimismo e confiança, logo após receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19, na manhã de quarta-feira (10). “Bom dia, eu já fiz a vacina! Todos têm que se vacinar,” disse dona Wandy, que fala pouco, ouve pouco, mas segue mais atenta que muitos, ao que acontece em Campo Bom, no Brasil e no mundo. A neta Patrícia del Vecchio, que cuida da vó, conta que ela, mesmo com dificuldade de audição, ainda se interessa pelo noticiário e sabe da importância da vacinação.

Com o bom exemplo de dona Wandy, Campo Bom iniciou a imunização das pessoas com idade acima dos 85 anos. Para isso, estão sendo agendadas visitas àquelas pessoas que já estavam cadastradas pela Estratégia de Saúde da Família. Pessoas com mais de 85 anos, ou familiares caso o idoso seja acamado, podem ligar para a UBS do bairro Paulista (3597.3000) ou Celeste (3597.7098), ou entrar em contato pelo WhatsApp (51) 99675 5968, para agendar a vacinação. Caso a unidade já tenha entrado em contato, não precisa ligar novamente.

O secretário de Saúde, João Paulo Berkembrock, ressalta que quando for concluída a vacinação desse grupo e Campo Bom receber novas doses, outro grupo de idosos (por faixa etária) será chamado para imunização. “Não é necessário atropelos, qualquer dúvida estamos à disposição nos telefones mencionados. Vale reforçar que estamos seguindo rigorosamente o que determinam as normas técnicas da Secretaria Estadual da Saúde”, diz o secretário.

O prefeito Luciano Orsi também tranquiliza a comunidade enfatizando que Campo Bom está organizado para a vacinação. “O sistema de agendamento pode até ser mais trabalhoso para os profissionais da saúde, mas melhora a qualidade do atendimento à comunidade”, observa o prefeito.

DONA WANDY

Moradora mais idosa cadastrada na Secretaria da Saúde, dona Wandy nasceu em São Leopoldo, no inverno de 1919, no dia 7 de julho, e veio para Campo Bom, que na época era vila do próprio município de São Leopoldo, em 1941. Residiu por alguns meses onde hoje é o Edifício Arrebol (por onde mais tarde passaria o trilho do trem). Mudou-se para o Porto Blos, sendo moradora da Rua José Vargas até 1957. Depois passou a residir na Avenida Presidente Vargas, ao lado da antiga Citral, permanecendo lá até 1988, quando mudou-se para o endereço atual, na rua Prudente de Moraes. Viúva de Giosepe Francisco Ricardo Del Vecchio (há 20 anos), dona Wandy teve cinco filhos, 24 netos, 29 bisnetos e quatro tetranetos.

Next Post

Aulas da rede municipal de Campo Bom iniciaram na quarta-feira, 17

O formato de ensino este ano será híbrido, combinando aulas presenciais e remotas Os alunos da rede municipal de ensino […]