Prefeitura equipa mais dez leitos de internação Covid no Hospital Lauro Reus

Jornal Opinião

Gradativamente a Prefeitura de Campo Bom vem ampliando a capacidade de atendimento para pacientes de Covid-19, no Hospital Lauro Reus (HLR).  Durante a semana, foram entregues mais dez camas hospitalares automatizadas, dez Monitores Multiparâmetros, dez Respiradores, 50 bombas de infusão e um Cardioversor. Com investimento que chega a R$ 1,3 milhão, tudo isso equipa a nova unidade de tratamento semi-intensivo, que entra em funcionamento ainda neste sábado, dia 6. Nesta manhã o prefeito Luciano Orsi esteve no hospital fazendo a entrega simbólica dos equipamentos, junto a diretoria do HLR e o secretário de Saúde João Paulo Berkembrock. “Estamos atentos à evolução do cenário da pandemia em Campo Bom e em todo o Estado. Seguimos fazendo o possível para garantir atendimento digno para nossa comunidade,  de março do ano passado para cá, já aumentamos o número de leitos Covid de dois para 59, mas infelizmente não existem leitos suficientes quando as pessoas não se cuidam. Perdemos o sono pensando no que podemos fazer para preservar a vida dos moradores, mas precisamos da colaboração de todos, é um trabalho conjunto. Acredito que nesse momento todos conheçam alguém que perdeu a batalha para o vírus e não quer isso para si, nem para sua família”, destaca Orsi. “Este também é um momento de agradecer muito a toda equipe de saúde do hospital, do PA (Pronto Atendimento e Centro de Referência Covid), da nossa secretaria de Saúde, que têm sido incansáveis há quase um ano.  Porém é chegada a hora em que temos que tomar uma decisão que cabe a nós: a de lutar pela vida. Peço encarecidamente que façam o máximo, neste momento de restrições precisamos que colaborem, para que logo à frente possamos amenizar essa situação. Reforçamos os pedidos básicos que fazem total diferença: cuidem-se, higienizem as mãos, usem máscara, não se aglomerem e, se puderem, fiquem em casa. A gente precisa estancar a contaminação para que nosso sistema de saúde continue  tendo condições de atender o cidadão de Campo Bom, nosso maior objetivo”, acrescentou.

O secretário explanou sobre a agilidade no processo de implantação. “O momento exige agilidade, já temos um internado na Retaguarda que espera por um leito da nova sala. Agradeço a toda equipe de saúde do Município e hospital, que em menos de uma semana tornou prático nosso sonho de ter mais estrutura. Investimos em material qualificado, como as camas automatizadas, para garantir mais condições de internação, visto que o paciente passa bastante tempo acamado”, disse Berkembrock.

Para o diretor técnico do HLR, Thiago Serafim, a aparelhagem chegou em momento oportuno. “Existe, na rede pública e privada, uma dificuldade para adquirir respiradores. Em Campo Bom, conseguimos que nenhum paciente até agora tenha sido prejudicado por falta de ventiladores mecânicos. Nossa capacidade está cheia, mas isso não é uma realidade local, é nacional. Então, hoje, essas dez novas unidades, nos dão ainda mais segurança para enfrentar, com esses recursos conseguimos garantir um tratamento digno. Temos uma equipe preparada para receber, mas precisamos da colaboração da população, para que o fluxo não aumente”, pontuou.

Ao longo de 2020, em nenhum momento o HLR registrou 100% de ocupação. Consequentemente, o aumento no número de leitos foi gradual, não dependendo do uso total da capacidade para serem ampliados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Procon de Sapiranga alerta para golpes dos sites de compras

O Procon de Sapiranga alerta consumidores para ficarem atentos aos golpes dos sites de compras. Nas compras online o consumidor […]