Museu Municipal de Sapiranga passa por reformulação e contará com nova proposta de atendimento

Jornal Opinião

O Museu Municipal Adolfo Evaldo Lindenmeyer contará, pela primeira vez, com um corpo técnico atuando no local. Além de Daniel Gevehr, pós-doutor em história, a casa ainda utilizará um museólogo, uma pessoa especializada em pensar estratégias para o museu, além de uma historiadora e uma pedagoga.

“Queremos criar, verdadeiramente, um Museu, com ambiências que tenham relação entre si, temas onde os objetos conversem um com o outro e dialogar com as pessoas, falando sobre o passado. Vamos reorganizar toda a parte de exposições. Tem que ser dinâmico, interagir entre passado e presente”, explica o diretor de patrimônio cultural de Sapiranga, Daniel Gevehr, sobre a nova proposta para o Museu Municipal.

O processo de limpeza e inovação do museu iniciou há cerca de um mês e continua pelos próximos dois meses. O processo é demorado e envolve desde a limpeza e recondicionamento de livros e jornais históricos, até reorganização de exposições, criação de novos espaços a limpeza externa do prédio.


Recuperação de livros e jornais históricos

Os livros, antes guardados em caixas de papel, foram limpos, e dispostos em estantes de aço dentro de um ambiente com temperatura controlada e constante. Os livros do museu são, em sua maioria, do acervo do Sr. Leopolo Sefrin, e somam mais de três mil obras. Da mesma forma o acervo de jornais históricos, de praticamente um século, foram recuperados, limpos e serão acondicionados em caixas de plástico.


Inovações tecnológicas e instalação de espaço de pesquisa para comunidade

Conforme Geveher, assim que for finalizada a organização do acervo bibliográfico e impresso, iniciará a organização dos ambientes temáticos do museu. Todos os objetos para exposição também passaram por limpeza, assim como o prédio e sua estrutura interna e externa. O museu passará também por um processo de transição da era analógica para o digital. “Uma das primeiras coisas que vamos adquirir é um telão LED de 70 polegadas, que vamos colocar na parede do museu. Ali vamos mostrar para a comunidade fotografias e pequenos vídeos sobre a história de Sapiranga, com temas diversos”,conta o diretor, empolgado com a nova proposta estruturada para o espaço.

O museu irá também receber novos móveis e a parte elétrica será refeita. O local ainda vai contar com três mesas de trabalho equipadas com computadores e uma impressora. Uma estrutura de segurança com câmeras internas e externas e monitoramento 24h já foi instalada e está em funcionamento.

Outra novidade será a criação de um espaço de pesquisa dentro do museu. “Iremos dispor de mesas e cadeiras, onde antes funcionava as exposições temporárias, e criar um espaço de pesquisa, para que as pessoas possam ir ao museu e solicitar documentos antigos, fotografias e ter contato com o material”, explica Gevehr.


Área externa também receberá melhorias

Para a área externa do Museu Municipal, a ideia é trazer grafiteiros, para que utilizem o espaço e criem a partir de temas sobre a história de Sapiranga. Está também em processo de licitação a substituição das placas dos Caminhos de Jacobina. “Teremos novas placas, com correções históricas, informações erroneamente colocados em 2001 e que hoje vamos corrigir”, explica o historiador. Este trabalho está sendo realizado em parceria com a turismóloga do município, Letícia Schumacher.

Os trilhos do trem também serão consertados. Os dormentes serão trocados por novos. “Faremos também um novo jardim, queremos deixar o museu bonito por fora. É uma revolução física e conceitual, as duas coisas precisam caminhar juntas”, destaca Gevehr.

Museu Municipal Adolfo Evaldo Lindenmeyer

O Museu Municipal Adolfo Evaldo Lindenmeyer abriga objetos diversos, muitos doados pela própria comunidade sapiranguense e da região. Está localizado na Avenida 20 de Setembro, 3675, Centro de Sapiranga.

ACERVO

O Museu Municipal Adolfo Evaldo Lindenmeyer foi instalado em 1996 na antiga Estação Ferroviária Sapyranga, desativada na década de 1960, e que também já abrigou a Biblioteca Municipal. Além da estação (que mantém algumas características originais), parte dos trilhos seguem no local lembrando uma história que marca o desenvolvimento da região. No acervo do museu se encontram diversos equipamentos, objetos, fotografias e documentos que relembram a história de Sapiranga e os costumes em nossa região. São desde fotos e documentos da época da emancipação da cidade (e também registros anteriores), passando por móveis (há um quarto que relembra como os colonos viviam aqui décadas atrás e a escrivaninha do primeiro prefeito) e curiosidades como uma cadeira odontológica antiga e um balcão de armazém da época dos “secos e molhados”. Objetos como aparelhos de som, garrafas e utensílios domésticos doados também fazem parte do acervo do museu que vem buscando se organizar suas peças para uma melhor apreciação dos visitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Campo Bom inicia no sábado a vacinação dos idosos a partir de 70 anos

A Prefeitura de Campo Bom vai iniciar, neste sábado, dia 20, a partir das 8h, uma nova faixa etária de […]