Telecentros cumprem papel importante neste tempo de pandemia

Jornal Opinião

Criados para promover a inclusão digital de pessoas sem acesso às novas tecnologias de informação, além de orientações sobre o bom uso de ferramentas como a Internet, os telecentros têm sido de grande valia, também, neste tempo de pandemia. Observando todos os protocolos de segurança contra o coronavírus, os dois espaços existentes em Campo Bom atendem à comunidade em geral para a confecção de currículos, acesso livre a internet e impressões, de forma gratuita. Esses locais, igualmente, são acessados por alunos de todas as redes de ensino para as tarefas on-line e remotas.

Os dois locais com telecentros em Campo Bom são o Espaço Cultural Dr. Liberato (Rua dos Andradas, 67, Centro – fone 3597.4547) e o Centro de Artes e Esportes Unificados (Ceu) Sady Arnildo Schmidt (Rua Limeira, 351, Operária – fone 3597.4752). O atendimento à comunidade, em ambos os espaços, acontece de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

“Ficamos felizes em saber que neste momento de pandemia, podemos contar com os espaços dos telecentros para dar suporte as nossas escolas. É importante, nesse novo formato, que os estudantes possam ter um acesso de qualidade à internet para suas pesquisas e aulas on-line, bem como para a impressão de materiais”, diz a secretária de Educação, Simone Schneider.

“Desde o início da nossa primeira gestão, sempre nos norteou a busca por melhor qualidade de vida para toda a comunidade. Os telecentros, para muitos, são a maneira que encontram para ter acesso à internet, por isso, valorizamos esses espaços. Mais ainda neste momento de restrições e cuidados necessários no combate ao avanço da pandemia, é importante oferecermos um serviço dessa natureza”, explica o prefeito Luciano Orsi.

Como utilizar

Para usufruir desses espaços basta comparecer ao local, portando um documento de identificação e comprovante de residência para fazer o cadastro. Podem cadastrar-se pessoas de qualquer idade. Os moradores de Campo Bom também podem realizar a impressão de 10 cópias por mês.

No mês de março, no Telecentro Dr. Liberato, sob a direção do professor Liandro Camargo, foram registrados 190 acessos e feitas 367 cópias. No CEU, dirigido pelo professor José Roberto dos Santos, foram 112 acessos e 296 cópias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Campo Bom inicia amanhã (10) a vacinação das pessoas acima de 63 anos

Chegou a vez das pessoas acima de 63 anos se vacinarem contra o coronavírus. O Município recebeu, nesta sexta-feira (9), […]