Campo Bom terá dois turnos de vacinação neste sábado

Jornal Opinião

Campo Bom se prepara para a imunização que acontecerá neste sábado (15), no drive-thru do Complexo do CEI e, para quem estiver a pé, no Ginásio do CEI. Serão dois turnos distintos. Pela manhã, das 9 às 12 horas, serão disponibilizadas cerca de 800 segundas doses da CoronaVac/Butantan para quem fez a primeira dose até 31 de março.

No sábado à tarde, das 13 às 16 horas, buscando contemplar as pessoas dos primeiros grupos prioritários que ainda não fizeram a primeira dose, haverá vacinação, também no CEI. Esses grupos incluem profissionais da saúde (não contempla educadores físicos), pessoas acima de 60 anos, pessoas com comorbidades e deficientes físicos que ainda não fizeram a primeira dose. Não serão disponibilizadas vacinas da Astrazeneca para grávidas e puérperas, devido à recomendação da Anvisa de suspender a vacinação desse grupo. Também não haverá, neste sábado, doses para profissionais da educação.

O secretário da Saúde, João Paulo Berkembrock, recomenda às pessoas que forem se vacinar à tarde, que não cheguem muito cedo no CEI, para facilitar o atendimento ao grupo da manhã. “Nossa equipe de apoio está preparada para orientar a todos, mas se as pessoas da tarde deixarem para se deslocar para o local mais perto do meio dia, ajudará bastante”, recomenda o secretário.

Documentos necessários

Para se vacinar a pessoa deverá apresentar documento com foto, CPF ou cartão SUS, carteira de vacinação (obrigatório para quem for fazer a segunda dose) e comprovante de residência em Campo Bom. Caso o comprovante de residência esteja no nome de outra pessoa, esta deverá declarar por escrito que o outro mora no endereço informado. Quem for se vacinar por comorbidade, além de todos os documentos acima, ainda deverá apresentar cópia da receita, do laudo ou do relatório médico que comprove a doença.

Cadastro para segunda dose

Quanto ao cadastro que está sendo disponibilizado pela Prefeitura para quem está com a segunda dose atrasada, o secretário João Paulo afirma que a aplicação das doses por agendamento iniciou no dia 6 de maio, e que ainda não havia sido realizado drive-thru pelo baixo número de doses disponibilizadas ao município. “Conseguimos vacinar mais de 500 pessoas pelo sistema de agendamento, sem precisar deixar ninguém esperando em filas. Como agora estamos recebendo um quantitativo maior de doses, poderemos aplicá-las através do drive-thru, sem o perigo de que muitas pessoas se locomovam até o local de vacinação e fiquem sem doses”, aponta o secretário.

O prefeito Luciano Orsi afirma que as pessoas com a dose atrasada devem seguir se cadastrando. “Não sabemos quantas doses vamos receber nas próximas remessas. Caso o quantitativo de doses volte a ser baixo, iremos utilizar novamente o sistema de agendamento para evitar filas e aglomerações”, explica o prefeito, relembrando que a demora no recebimento da CoronaVac se deve ao fato de que o Instituto Butantan está com as remessas em atraso devido à falta do insumo necessário para produção do imunizante.

As pessoas com a dose atrasada que ainda não tenham feito o cadastro devem acessar o formulário disponível no site da Prefeitura e responder a todos os questionamentos ou, ainda, enviar mensagem para o WhatsApp (51) 9 9675 5968.

As comorbidades incluídas nos grupos prioritários presentes no plano estadual de vacinação contra a Covid-19 são as seguintes:

Diabetes Mellitus (DM),

Pneumopatia crônica grave,

HAS resistente,

HAS estágio 3,

HAS com lesão em órgão alvo,

HAS associada a comorbidade,

Insuficiência cardíaca (IC),

Cor pulmonale e Hipertensão pulmonar (HAP),

Doença Arterial Coronariana (DAC),

Valvulopatias cardíacas,

Prótese valvar,

Miocardiopatias e Pericardiopatias,

Doenças de Grandes vasos e fístulas arteriovenosas,

Arritmias Cardíacas,

Cardiopatia Congênita no adulto,

Doença Cerebrovascular,

Doença Renal Crônica (DRC),

Imunossupressão,

Câncer,

Hemoglobinopatias graves,

Obesidade grau 3,

Cirrose Hepática,

Síndrome de Down,

Gestação ou Puerpério com ou sem comorbidades.

Recomendações antes da vacina

– Não ter tomado qualquer vacina até 15 dias antes;

– Não estar fazendo tratamento imunossupressor (se for o caso, precisará de liberação médica por escrito);

– Não ter tido resultado positivo de Covid há menos de 30 dias;

– Não estar com sintomas gripais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Agências FGTAS/Sine oferecem mais de 4,3 mil vagas de trabalho no RS

As Agências FGTAS/Sine oferecem 4.324 vagas de trabalho no RS, sendo 1.290 em Porto Alegre e Região Metropolitana. Os trabalhadores […]