Prefeitura facilita o acesso à Campanha do Agasalho para mais de 300 famílias onde os filhos estão matriculadas na educação infantil

Jornal Opinião

A Prefeitura de Campo Bom segue facilitando o acesso das famílias mais vulneráveis à Campanha do Agasalho. A ação que normalmente acontece de forma itinerante e vai até os bairros para atender a todos, se adaptou à pandemia, e agora está com formato diferenciado: é a Prefeitura que está trazendo as pessoas até a campanha, oportunizando transporte gratuito para que as mesmas cheguem até o local e depois retornem para seus bairros. São cerca de 330 famílias com filhos matriculados na educação infantil municipal que estão tendo essa oportunidade, sendo que, no último mês, este mesmo formato de atendimento já foi oferecido à aproximadamente 400 famílias com crianças matriculadas no ensino fundamental.  

A campanha ocorre durante o ano inteiro no Ginásio Municipal, atendendo moradores em situação de rua e pessoas cadastradas no CRAS, e é promovida pelo Gabinete da Primeira-dama com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação (Smdsh). Atualmente, a ação conta com parceria da Secretaria de Esporte e Lazer (Smel) e da Secretaria de Educação e Cultura (Smec), que mapeou as famílias que mais precisavam desta ajuda e está viabilizando o transporte.

Os atendimentos neste formato ocorrem em pequenos grupos, com horário agendado. Acessam o espaço das roupas apenas cinco de cada vez, usando álcool gel na entrada e luvas para escolher as peças. O secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Gabriel Colissi, explica que mais de cinco mil peças já foram disponibilizadas para famílias com alunos no ensino fundamental. “Nosso objetivo, no final do atendimento ao público da educação infantil, é alcançarmos mais de 10 mil peças doadas e, assim, garantirmos um inverno mais quente para quase 800 famílias que necessitam neste momento”, afirma. 

A Primeira-dama Kátia Orsi lembra que todo o trabalho que torna a campanha possível, desde o conserto e lavagem das peças, até a organização e o atendimento às famílias, é feito por voluntários. “É graças a eles que todos os anos conseguimos atender tantas pessoas e disponibilizar milhares de peças a quem mais precisa. Somos imensamente gratos, essa ajuda não tem preço”, declara. 

Kátia ainda ressalta a parceria do Rotaract Campo Bom, que disponibilizou caixas de arrecadação de roupas em diversos pontos da cidade. “Depois que as caixas estão cheias, são recolhidas e encaminhadas ao ginásio. É uma parceria muito valiosa para o projeto”, completa.

Atualmente, a maior necessidade são roupas masculinas, infantis e cobertores. As doações podem ser entregues no Ginásio Municipal ou na Assistência Social, no prédio do Centro Administrativo. O projeto também dispõe de um serviço de busca por agendamento para quem não pode trazer as doações, basta ligar para o telefone 35971589 e informar o endereço.

Confira mais pontos de coleta:

– Ponto das tintas;

– Studio Stabilitá; 

– Espaço Pet Hotel; 

– Supermercado Rissul;

– Supermercado Haag.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Em dia histórico para o movimento lojista, CDL Sapiranga inaugura sua nova sede

A obra teve cerca de dois anos de duração e conta com conceitos modernos e sustentáveis em sua concepção. A […]