Campo Bom segue com vacinação para pessoas de 56 e 57 anos, nesta segunda-feira

Jornal Opinião

Depois de aplicar 1.034 doses no último sábado (29) para quem tem 58 e 59 anos, agora a Prefeitura avança a vacinação para o público de 56 e 57 anos, fora dos grupos de risco. O imunizante disponibilizado será AztraZeneca/FioCruz. Também vai seguir a aplicação em pessoas dos grupos anteriores que ainda não puderam se vacinar – trabalhadores da saúde, pessoas com síndrome de Down, pessoas com deficiência permanente e pessoas com comorbidades acima de 18 anos. Além disso, serão disponibilizadas segundas doses da Astrazeneca para quem fez a primeira dose em março ou antes. Devido a uma orientação da Anvisa, o imunizante Astrazeneca não é indicado para gestantes e puérperas.

O prefeito Luciano Orsi avalia o avanço da vacinação em Campo Bom. “Sabemos do trabalho que temos pela frente, mas com certeza esse avanço nos deixa esperançosos. Nosso Município está preparado para aplicar rapidamente grandes quantidades de doses, prontamente, conforme recebermos”, aponta.

Para o secretário da Saúde, João Paulo Berkembrock, “é muito importante que a gente incentive as pessoas, que coloquemos a vacinação como algo fundamental para a retomada das nossas atividades. E, Campo Bom, desde o início, mantém essa rotina, recebe as doses e coloca a disposição da comunidade, com agilidade”, afirma.

A vacinação será no drive-thru do CEI para quem vai de carro e no ginásio do CEI para quem vai a pé. Serão 1 mil doses disponibilizadas; 500 em cada local, sendo que elas poderão ser remanejadas entre os locais conforme a demanda do dia. O horário de atendimento é das 9h às 13h ou enquanto houver doses. No dia e local da vacinação, serão distribuídas fichas. 

Documentos necessários

Para se vacinar é necessário apresentar documento com foto, carteira de vacinação (obrigatório para quem for fazer a segunda dose), comprovante de residência em Campo Bom e CPF ou cartão SUS. Caso o comprovante de residência esteja no nome de outra pessoa, o titular deverá declarar por escrito que o vacinado reside no endereço informado. Profissionais da saúde devem levar comprovante de vínculo empregatício na área da saúde, que pode ser crachá da empresa, contrato de trabalho, carteira de trabalho ou carteira de registro do conselho. As comorbidades/deficiências deverão ser devidamente comprovadas com cópia do laudo, da receita ou do relatório médico. 

Recomendações antes da vacina

– Não ter tomado qualquer vacina até 15 dias antes;

– Não estar fazendo tratamento imunossupressor (se for o caso, precisará de liberação médica por escrito);

– Não ter tido resultado positivo de Covid há menos de 30 dias; 

– Não estar com sintomas gripais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

32º BPM realiza duas prisões por tráfico durante final de semana

Na madrugada de sábado (29/05), em Campo Bom, na rua Inácio Schmitt, no bairro Jardim do Sol, uma guarnição abordou […]