Biblioteca Municipal Prefeito Edwin Kuwer comemora 60 anos de história

Jornal Opinião

A tarde desta quarta-feira, 16 de junho, foi especial para os sapiranguenses. A Biblioteca Municipal Prefeito Edwin Kuwer comemorou 60 anos de existência. Devido à pandemia, a celebração ficou restrita à equipe da biblioteca, além da secretária Municipal de Cultura, Turismo e Desporto, Roberta Rothen, e o poeta e motorista da Prefeitura, Jairo Brum Gomes.

Em seu pronunciamento, a secretária Roberta destacou o impacto da leitura na formação dos cidadãos e na cultura de uma sociedade. “A partir da leitura, construímos uma sociedade mais justa e conseguimos ter a amplitude da grandeza do mundo. É assim que nos desenvolvemos e é nossa responsabilidade incentivar a leitura em nossa cidade. Além disso, tenho uma relação pessoal com essa biblioteca, pois Edwin Kuwer era meu avô. Tenho um carinho imenso por esse local.”

A bibliotecária Caroline Bilhar falou sobre a importância da biblioteca na cidade e de ter esse serviço à disposição da população. “Quando um povo quer subjugar ao outro, a primeira coisa que fazem é apagar a memória, atacando às bibliotecas. Essa é a grande relevância desses espaços, pois eles representam a cultura e a história de um povo. Nossa biblioteca já deixou de ser só um espaço só para retirada de livros e virou um espaço de convivência, onde a comunidade se encontra. É por esse motivo que estamos comprometidos em promover o melhor serviço e atendimento possível para que as pessoas retornem.”

Já o poeta sapiranguense e motorista do transporte escolar da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Jairo Brum Gomes, se emocionou ao falar sobre o papel dos livros e do conhecimento na vida de cada um. “Eu sempre falo que a biblioteca é o coração da cidade e, sem um coração funcionando, o corpo não sobrevive. Aqui encontramos o conhecimento, saber, e nada substitui o manuseio do livro. As palavras podem mudar a vida de alguém, e falo isso por experiência, pois elas mudaram a minha. Fico muito feliz de fazer parte dessa história e de ter meus livros nessas estantes repletas de história.”

BIBLIOTECA MUNICIPAL

Em 1959, o professor do Ginásio Estadual de Sapiranga, Muniz Pacheco, expôs a necessidade de uma biblioteca que servisse aos estudantes e a comunidade em geral. O prefeito Helmuth Alfredo Graebin, através da Lei Municipal nº 397/1961, criou a Biblioteca Pública Municipal que passou a funcionar na Rua Carlos Biehl, em frente à Igreja Católica.

Através do Decreto Municipal nº 668/1979, o então prefeito Remi Jorge Zimmer dá denominação à casa cultural, que passa a se chamar Biblioteca Pública Municipal Prefeito Edwin Kuwer, em homenagem ao trabalho do primeiro prefeito de Sapiranga na instalação do município.

A biblioteca funcionou também na década de 1970 na antiga estação férrea Sapyranga, no Centro da cidade, onde hoje está atualmente a sede do Museu Municipal Adolfo Evaldo Lindenmeyer. Em 1988, a Biblioteca mudou-se para o atual prédio, na Avenida João Corrêa, 808, Centro de Sapiranga, junto à Câmara de Vereadores. Em frente ao prédio está o busto do prefeito Edwin Kuwer, que dá nome à Biblioteca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Homem é preso por tráfico em Sapiranga

Na noite de quinta-feira (17/06), um homem com 33 anos, foi preso por tráfico de entorpecentes, durante abordagem na rua […]