Projeto que promove solidariedade entre as crianças arrecadou agasalhos infantis na Emei Tico-Tico

Jornal Opinião

Por que o girassol procura o Sol? Essa foi a pergunta que as professoras Carla Castro e Elicelda Severo fizeram aos alunos das turmas N4 A e B da escola infantil Tico-Tico. A partir do questionamento, que dá nome ao projeto, os pequenos descobriram que nos dias em que não há sol para esquentar os girassóis, as plantas procuram umas às outras para repor energias. “Então pensamos, por que não trazer essa solidariedade para trabalhar com as crianças e ajudar aqueles que tanto precisam no inverno?”, revela a professora Carla. Assim surgiu a campanha, que reuniu agasalhos para destinar às famílias carentes do município, trabalho que vai acontecer através do apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação (SMDSH). As roupas juntadas foram em sua maioria infantis, que ao lado de roupas masculinas são as menos recebidas na campanha do agasalho. A primeira-dama Kátia Orsi e o secretário Gabriel Colissi foram até a escola receber as doações.

“Quando recebi o convite para ir até à escola, através da professora Carla, o nome do projeto me despertou curiosidade. Fiquei encantada com o engajamento e empolgação dos pequenos. É uma enorme lição de solidariedade”, afirma a primeira-dama, que parabeniza as professoras Carla e Elicelda pela iniciativa. Ela enfatiza que o projeto atingiu seu objetivo ao despertar o amor ao próximo nas crianças. “Que na vida sejamos como girassóis, sempre voltados para a luz”.

O secretário Gabriel Colissi celebra a atitude praticada pelos pequenos e destaca que isso vai ao encontro do que prega a Administração Municipal. “É muito gratificante ver as crianças da nossa cidade promovendo ações como essa, porque é esse sentimento que a SMDSH busca levar à nossa população ao longo de todo o ano. Vamos destinar as doações para as pessoas que mais precisam”, disse.

Sementes de girassóis foram dadas a quem doou para que, ao plantar e cultivar a flor, jamais se esqueça do gesto de solidariedade que fez e daqueles que mais precisam de ajuda nos dias frios. Campo Bom registrou temperaturas próximas a 0º nesta semana. O ato de empatia foi tão contagiante, que o projeto foi adotado por toda a comunidade escolar. Mais de 200 peças, entre roupas e calçados, foram recolhidas pelos pequenos e com certeza deixarão mais quentes as noites de outros campo-bonenses. 

Nova data de distribuição de agasalhos  A nova para a retirada de peças pela comunidade será no próximo sábado, dia 31. A campanha ocorre o ano todo no Ginásio Municipal de Esportes, que novamente será o local da distribuição. São atendidos moradores em situação de rua e pessoas cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

EMEF Maria Emília de Paula é contemplada com projeto piloto do Curso de Robótica Espacial

O avanço tecnológico também afeta a escola, que precisa se transformar para oferecer novas oportunidades de aprendizagem. Deste modo, a […]