Educação de Sapiranga é ouro: dois estudantes conquistaram as melhores colocações na Olimpíada Brasileira de Matemática

Jornal Opinião

A rede municipal de Educação é destaque na 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). São 41 os estudantes que receberam medalhas e menções honrosas na última edição da competição que ocorreu entre os meses de junho e novembro de 2021. Os estudantes Lorenzzo Escaim, 13 anos, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) La Salle, e Yago Barbosa Zabozot Sky, 14, da Emef Pastor Rodolfo Saenger, conquistaram medalhas de ouro na Olimpíada.



As provas da Obmep ocorrem em duas fases e consistem em testar as habilidades matemáticas que são trabalhadas em sala da aula por meio de situações-problemas. O nível das questões é altíssimo e a disputa acirrada, pois participam alunos do País inteiro. Esses bons resultados são frutos de muito trabalho da rede municipal de ensino, já que todas as escolas são estimuladas a participarem da Olimpíada e focam suas atividades em resolução de problemas com projetos e ações que desenvolvem o raciocínio.

Escola destaque
A escola Pastor Saenger conquistou a colocação de Escola Destaque na Obmep devido a grande participação de alunos e conquistas de medalhas. Para a diretora, Andréia Fleck, estar na Olimpíada é um sonho para muitos alunos. “Há muitos anos a escola Pastor se destaca. Em 2018 já recebemos o primeiro ouro do município e agora repetimos a façanha. Nossa função é estimular e apoiar o trabalho dos professores e dar condições para que trabalhos como esse sejam feitos”, explicou ela, que lembra que este é um mérito dos professores que instigam os alunos. A escola Pastor receberá um diploma já que foi premiada em anos anteriores.

O aluno do 9º ano da La Salle, Lorenzzo Escaim, já havia participado da Obmep e conquistado a medalha de prata. “Sempre gostei e tive facilidade com a matemática. Meu pai é programador, então letras e números sempre me encantavam. Fiquei imensamente feliz e grato. Imediatamente lembrei de quem me incentivou, que foram os professores de matemática Wesley Compagnoni e Cheila Oliveira. O apoio emocional da escola e a confiança nos alunos para desenvolverem suas qualidades como a Carla Boff e a Joice Steinhorst fizeram, foram inesquecíveis”, agradeceu o estudante.

Também estudante do 9º ano, Yago Barbosa já havia sido medalhista de bronze na Obmep. “Sempre gostei de matemática e sei que ela vai fazer muita diferença na minha vida futuramente”, contou ele, que se dedica muito aos estudos e sempre busca novos desafios matemáticos para resolver. 

A cerimônia de entrega das medalhas ainda não há data definida pela Obmep devido à pandemia.

Confira o nome e as escolas dos medalhistas

Prata
Gustavo Rutkoski Silva – Emef Pastor Rodolfo Saenger
Luis Henrique De Oliveira Birnfeld – Emef Floresta
Silas Augusto Holzbach – Emef Pastor Rodolfo Saenger
Augusto Henrique Boff – Emef Waldemar Carlos Jaeger
Roger Mansur Dos Santos Pelissari – Emef Érico Veríssimo

Bronze
Guilherme Conte – Emef Pastor Rodolfo Saenger
Aimee Oliveira Tormes – Emef Pastor Rodolfo Saenger
Laura Isabelli Barbosa – Centro Municipal De Educação Ayrton Senna- Uef
Filipe Da Silva – Emef Pastor Rodolfo Saenger

Escola Premiada
Emef Pastor Rodolfo Saenger

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Próximo Post

Vacinação infantil contra a Covid-19 abre para mais um grupo

Crianças com 11 anos, sem comorbidades, já podem se vacinar em Campo Bom. O grupo inicial, de cinco a 11 […]