Emoção e orgulho marcam inauguração da nova Unidade de Internação SUS no Hospital Sapiranga

Jornal Opinião

A Ala Esmeraldas Hospital Sapiranga vai operar com 60 leitos, equipados com novos e modernos equipamentos. A solenidade de inauguração ocorreu na manhã desta quarta-feira (11/05). A diretora do Hospital Sapiranga, Elita Herrmann, agradeceu emocionada aquilo que foi chamado de realização de um grande sonho. A ideia inicial era a reforma do espaço antigo, mas viu-se que seria necessário reduzir o número de leitos. A partir daquela realidade, o Hospital deu início ao projeto de construção de todo uma edificação, conseguindo que fosse feita a completa reformulação sem alterar a capacidade de atendimento.

“O quanto nós todos estamos felizes é difícil expressar. É um sonho de muitos anos. Reduzir leitos era impensável. Então, decidimos pela construção do novo anexo adquirindo o terreno que era pertencente ao Sindicato dos Sapateiros. São quatro pavimentos e era algo que parecia ousado e impossível. De onde um hospital que atende 70% SUS teria recursos? Foram dois anos construindo o esqueleto e a base desse novo anexo, começando com recursos próprios e indo atrás de verbas federais. Chegamos até aqui e não posso deixar de mencionar o olhar empreendedor de nosso presidente que sempre nos incentivou a pensar grande”, disse.

O espaço será destinado para atendimento de pacientes que internam através do Sistema Único de Saúde – SUS. A ala funcionava na parte mais antiga do Hospital Sapiranga, construída há aproximadamente 70 anos, e que estava atendendo, em média, 360 pacientes por mês. Provisoriamente, o espaço continuará servindo como suporte para área administrativa.

O presidente do Hospital Sapiranga, João Edmar Wolff, que completou recentemente quinze anos à frente da Instituição, manifestou o orgulho e satisfação pelo momento vivido.

“Busque sempre o melhor. Eu sempre digo isso nas nossas reuniões. Como hospital, temos de nos nivelar por cima. Parabéns a toda equipe pelo comprometimento de todos”, disse.

O planejamento inicial era para que o novo espaço estivesse funcionando ainda em 2021, mas a pandemia atrasou a obra, a nova unidade que hoje possui 450 m2, passará para 1.150 m2.

Uma construção coletiva

Políticos que tiveram atuação na captação de recursos financeiros para obra, participaram da solenidade destacando a importância da conquista.

“Esta casa não atende apenas Sapiranguense, mas toda a região. A saúde é uma área complexa e quero parabenizar a todos envolvidos”, afirmou o ex-deputado João Fischer, o Fixinha.

O ex-deputado federal, Renato Molling, lembrou a característica de todos na busca por uma melhoria contínua no atendimento.

“É uma casa que temos orgulho pela qualidade e comprometimento que tem no atendimento à saúde. Conta com médicos e profissionais habilitados e equipamentos de qualidade. Isso é fruto de uma boa gestão e de projetos feitos por pessoas que têm visão de futuro”, acrescentou o ex-deputado federal, Renato Molling.

O prefeito de Nova Hartz, Flavio Emilio Jost, lembrou as dificuldades do passado, quando havia uma dívida gigantesca do município com o Hospital.

“Vendo o que está sendo feito aqui, e pelo que passaram durante a pandemia não há como não valorizar e parabenizar as pessoas como vocês que se dedicam frente a tantas doenças. Não é dinheiro nem posição social, mas a vida que faz a diferença”, discursou.

A prefeita de Sapiranga, Carina Nath, iniciou o seu pronunciamento fazendo um agradecimento a todos os profissionais da saúde que foram heróis em meio a pandemia.

“É motivo de orgulho estarmos aqui acompanhando a evolução dos serviços prestados pelo que podemos chamar de nosso hospital. Entendemos que as pessoas não precisam ir até Porto Alegre para ter qualidade. Temos tudo isso aqui. Parabéns em nome de todos por estarmos depois de uma pandemia inaugurar uma nova ala oferecendo o que há de melhor para toda nossa população”, afirmou.

A obtenção dos recursos para o empreendimento é fruto de um grande esforço coletivo. Para a adequação do espaço físico foi alocado o valor de R$ 2.773.157,00, sendo através de recursos Federais R$  1.990.000,00, obtido por emenda do ex-deputado federal, Renato Molling, recursos próprios no valor de R$ 783.157,00, além da aquisição de 20 camas, 20 poltronas e 01 carro de parada, através de emenda do deputado federal Bibo Nunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Próximo Post

Vacinação contra a Influenza tem grupo prioritário ampliado

A Secretaria da Saúde (SES) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS) definiram a ampliação dos grupos elegíveis […]