Encontro do Comitê Intermunicipal de Mulheres discute fortalecimento de ações de enfrentamento à violência em Sapiranga

Jornal Opinião

A Prefeitura de Sapiranga, através do Centro de Referência de Mulheres, da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou nesta manhã de quinta-feira, 25 de novembro, o 1.º Encontro do Comitê Intermunicipal de Políticas Públicas para Mulheres. O evento aconteceu no Auditório Jacobina Maurer, da Secretaria Municipal de Educação, e contou com a participação do vice-prefeito e secretário municipal de Assistência Social, Adriano de Oliveira, representando a prefeita Carina Nath (que esteve participando de outro evento); da assistente social Silvia Maciel;  da responsável pela Coordenadoria da Mulher de Sapiranga, Maria Isabel do Carmo; além de coordenadores e assistentes socias das cidades de Araricá, Canoas, Eldorado do Sul, Nova Santa Rita, Porto Alegre e Sapucaia do Sul.

“Eu considero muito importante a parceria que a gente está tendo, o trabalho que a Secretaria de Assistência Social tem feito junto a Administração Municipal, onde nesse ano de 2021 tem focado muito no combate à violência contra a mulher. Estamos desenvolvendo muitas políticas públicas junto com a Coordenadoria da Mulher. Estamos buscando recursos (a nível estadual e federal) para poder auxiliar ainda mais”, frisou o vice-prefeito Adriano.

O Comitê Intermunicipal do Estado do Rio Grande do Sul, formado por coordenadores e assistentes sociais, está reorganizando ações em benefício das mulheres vítimas de violência doméstica, sendo que Sapiranga está entre os 10 municípios que tiveram seus projetos contemplados. A Cidade das Rosas e do Voo Livre ainda integra o Comitê da Serra e o Comitê Nacional. “É o comitê do Estado, então a gente tem uma janela aberta para ir atrás dos recursos e fazer as coisas acontecerem. Este projeto a gente ganhou por isso”, comemora Maria do Carmo.

O encontro tratou de diversos assuntos, entre eles sobre a violência contra a mulher. “Nós estamos trabalhando com a prevenção. Nesse sentido realizamos atendimento às mulheres que estão se sentindo oprimidas. Para isso, disponibilizamos acompanhamento psicológico, temos uma equipe técnica qualificada e ainda contamos com a parceria de empresas no projeto de empreendedorismo, colocando a mulher à frente da empregabilidade para que ela se sinta empoderada e que possa encontrar caminhos para sair da violência e viver um outro momento”, destacou Silvia.

O evento contou ainda com palestras do comandante do 32º BPM – Brigada Militar, major Pedro Beron da Cunha; do capitão Juliano Cardoso Arali ; e da secretária de Políticas Públicas de Mulheres de São Leopoldo e presidente do Comitê Intermunicipal, Margarete Simon Ferretti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Skate street: modalidade olímpica foi destaque neste fim de semana em Sapiranga

Já é rotina a realização de eventos esportivos de destaque nacional em Sapiranga, e desta vez foi na modalidade skate […]