Prefeitura de Campo Bom anuncia oficialmente o cancelamento de eventos e a reversão da verba para as áreas da saúde e segurança

Jornal Opinião

Eventos de grande porte estão cancelados em Campo Bom. A decisão tomada pelo prefeito Luciano Orsi, junto do grupo de secretários, refletirá em investimentos em saúde e segurança. O anúncio foi em coletiva de imprensa, nesta terça-feira, dia 12, no gabinete do executivo, com participação do secretário de Saúde João Paulo Berkembrock. Dentre os cancelamentos estão: o Rodeio Nacional de Campo Bom, o show nacional de aniversário do município e a Copa de Futebol Pequeno Gigante. “São eventos que tem como principal característica a ampla circulação de pessoas, tanto daqui, quanto de fora da região, justamente o que facilita a transmissão do vírus. Nossa prioridade é a saúde da população, a volta às aulas e o funcionamento pleno da atividade econômica, reforçando os cuidados para prevenção. Então, estudamos a situação e, frente a evolução da nova variante, estamos convictos de que, para o momento, foi a decisão mais assertiva”, destaca o prefeito Luciano Orsi. A verba que seria destinada às festividades agora se soma aos investimentos em saúde e segurança e será revertida na compra de mais duas ambulâncias e duas novas viaturas para a chegada da Guarda Municipal, que hoje está em treinamento. A aplicação é de R$ 1,5 milhão.

A própria Administração sente o impacto da nova cepa, o que justifica a adoção de medidas como a triagem, oferta de testes e disposição de mais médicos. É o que explica Berkembrock: “Nos últimos dias registramos grande demanda em nosso Pronto Atendimento e, na terça-feira, dia 11, tivemos quatro médicos testando positivo nas unidades PA e UBS Paulista, o que fez subir o tempo de espera para o atendimento. Então nós sabemos da preocupação da comunidade, dos efeitos que o afastamento causa e por isso trabalhamos para barrar a contaminação tão breve possível”, disse. Nesta manhã o atendimento no PA já estava normalizado.

Casos sobem, mas gravidade é baixa

Conforme o Orsi, não existe nenhuma previsão de fechamento do comércio e de qualquer atividade do setor produtivo. Isso porque os casos tiveram aumento na cidade, mas o número de internações e óbitos não sobe a mesma curva, devido a eficácia da vacina. “Importante reforçar que é imprescindível a vacinação em dia. Todas as doses são importantes. Essa é a nossa única e maior ferramenta contra a pandemia”, afirma.

O secretário de saúde aponta que ainda não há necessidade de reabilitar alas para atendimento exclusivo da Covid-19, mas que, se preciso, o Hospital Lauro Reus está preparado para atuar dessa forma novamente.

Certificado vacinal necessário

Para eventos menores, mas que sejam em espaços fechados, como no teatro do Complexo Cultural Cei, por exemplo, será exigida a apresentação do comprovante de vacinação constando todas as doses em dia. Seja de forma eletrônica, com o comprovante físico ou com a Carteira Nacional de Vacinação. O que se repete quanto a orientação para demais eventos e espaços da cidade compartilhados.

Vacinação deve alcançar o grupo das crianças

A volta às aulas traz a expectativa de imunização para as crianças. Depois de divulgada pelo Ministério da Saúde a possibilidade de vacinar crianças a partir dos cinco anos, a Secretaria de Saúde de Campo Bom está pronta para dar início às aplicações e aguarda envio de remessa por parte do Estado. Berkembrock diz que: “Assim que recebermos, faremos edições especiais para esse público no ginásio de esportes do CEI. A ideia é ser um facilitador: desde que a criança esteja acompanhada do responsável que autorize, será vacinada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Empresas sapiranguenses participarão de feiras em São Paulo na próxima semana

Com o incentivo da Administração Municipal, oito empresas sapiranguenses irão expor seus produtos na próxima semana em São Paulo. Seis […]