Sapiranga reforça vacinação contra a gripe

Jornal Opinião

A Prefeitura de Sapiranga, através da Secretaria Municipal de Saúde, está retomando a vacinação da população contra a gripe. O atendimento na Sala de Vacina das Unidades de Saúde dos bairros ocorre de segunda a sexta-feira, de acordo com o horário de funcionamento estabelecido em cada unidade. Conforme a Secretaria de Saúde, a cobertura vacinal dos grupos prioritários (a campanha de vacinação contra a gripe neste ano ocorreu concomitante a da Covid-19) não atingiu a meta preconizada pelo Município. Apenas 79% das pessoas consideradas como grupo de risco (idosos, pessoas com comorbidades, gestantes, puérperas e crianças) foram vacinadas. Dessa forma, a vacinação contra a gripe segue disponível em todas as Unidades de Saúde da cidade, e podem se vacinar todas as pessoas acima de seis meses de idade.

Horário de atendimento da Sala de Vacina

UBS Centenário: das 7h às 19h
ESF São Paulo: das 7h às 18h
ESF Joao Goulart: das 7h às 18 h
UBS Amaral Ribeiro: das 7h às 19h
ESF Morada São Luiz: das 7h às18h
UBS São Luiz: das 7h às 19h
UBS V ila Irma: das 7h às 13h
ESF B. Oeste: das 7h às 18h

Posto do Centro: das 7h às 19h

Secretaria da Saúde do Estado alerta:

Surtos de Influenza têm sido identificados em vários estados brasileiros: Mato Grosso do Sul, Bahia, Amazonas, Espírito Santo e São Paulo. O Rio de Janeiro já enfrenta uma epidemia de Síndrome Gripal causada pelo vírus Influenza A H3N2. O Rio Grande do Sul confirmou 13 casos de influenza A H3N2, no mês de dezembro (fora da sazonalidade do vírus), em residentes dos seguintes municípios: Cachoeirinha, Pelotas, Porto Alegre, São Francisco de Paula, Sapiranga e Viamão. Do total de casos, há casos de síndrome gripal e casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que necessitaram hospitalização.

A gripe

É uma doença respiratória de alta transmissibilidade causada pelo vírus influenza que provoca febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. O maior problema da influenza são as complicações como otites e pneumonias, que podem levar à internação e até mesmo ao óbito. A vacinação contra a Influenza permite prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Campo Bom realiza aula inaugural do curso de defesa pessoal para mulheres

Campo Bom oferece aulas de defesa pessoal para mulheres em situação de vulnerabilidade social. Entre relatos emocionados de quem já […]