EMEF Maria Emília de Paula é contemplada com projeto piloto do Curso de Robótica Espacial

Jornal Opinião

O avanço tecnológico também afeta a escola, que precisa se transformar para oferecer novas oportunidades de aprendizagem. Deste modo, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Maria Emília de Paula foi contemplada com o projeto piloto do Curso de Robótica Espacial, um programa da Universidade de Brasília (UNB) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE), com apoio técnico da Agência Espacial Brasileira (AEB). O objetivo é possibilitar o fácil acesso ao ensino de robótica através de uma plataforma digital intuitiva e dinâmica.

Atualmente, 25 alunos participam das aulas virtuais orientadas pela robô K4T-3. Os estudantes têm a missão de construir o robô rover vehicle, inspirado no projeto Artemis, liderado pela NASA. Através da plataforma gamificada os alunos resolvem desafios por meio de uma metodologia de simulação realista e interativa. Eles aplicam o conceito de criação e prototipagem de robôs e o uso de ferramentas mecânicas, motores, microcontroladores, protoboards, LEDs, sistemas elétricos, multímetros e módulos bluetooth.

De acordo com a Escola Maria Emília a experiência ultrapassará o espaço virtual e servirá de guia para o desenvolvimento de projetos reais na instituição e na continuidade da formação dos alunos. O momento é de ansiedade para colocar em prática o que estão desenvolvendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Post

Os medalhistas olímpicos Kelvin Hoefler e Rayssa Leal (Fadinha) já competiram em Saspiranga em 2018

Os dois medalhistas estiveram em Sapiranga em 2018 para participar do Oi STU Qualifying Series. Kelvin conquistou o 1º lugar […]